Você e eu no Evangelho de João


No meu tempo devocional, consegui chegar no Evangelho de João. Não é a primeira vez que leio, é claro, mas queria frisar que João é bastante diferente dos três anteriores, traz uma perspectiva diferente, relatos novos e possui um objetivo bem específico:

Jesus realizou na presença dos seus discípulos muitos outros sinais milagrosos, que não estão registrados neste livro. Mas estes foram escritos para que vocês creiam que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus e, crendo, tenham vida em seu nome. João 20:30-31 NVI

O autor quer que o seu público creia que Jesus é o Filho de Deus. Percebemos que os relatos escolhidos pelo evangelista refletem essa questão. Jesus está sempre falando da sua relação com o Pai e sua unidade com ele. Para mim, é como se João estivesse escrevendo uma biografia mais íntima do Mestre.


Contudo, meu foco não é entrar nos detalhes históricos e teológicos do quarto Evangelho. O que eu quero mostrar é que nós estamos representados no texto bíblico, mas não como você pensa. Hoje eu não falarei de João 3:16, João 10, João 6 ou João 17, que falam sobre quem crê em Jesus e o propósito da sua obra.


Hoje eu vou falar de João 4. E lá vemos GENTIOS PREGANDO AS BOAS NOVAS.

Então, deixando o seu cântaro, a mulher voltou à cidade e disse ao povo: “Venham ver um homem que me disse tudo o que tenho feito. Será que ele não é o Cristo?” Então saíram da cidade e foram para onde ele estava. João 4:28-30 NVI

Aqui, vemos a mulher samaritana depois de conversar com Jesus e ser apresentada ao Messias. Os samaritanos eram vistos com maus olhos pelos judeus, mas Jesus quebrou a barreira e se apresentou como Salvador para um povo diferente. E qual foi a primeira reação da mulher? Pregar que o Cristo tinha chegado. A reação dos samaritanos foi:

Muitos samaritanos daquela cidade creram nele por causa do seguinte testemunho dado pela mulher: “Ele me disse tudo o que tenho feito”. Assim, quando se aproximaram dele, os samaritanos insistiram em que ficasse com eles, e ele ficou dois dias. E, por causa da sua palavra, muitos outros creram. E disseram à mulher: “Agora cremos não somente por causa do que você disse, pois nós mesmos o ouvimos e sabemos que este é realmente o Salvador do mundo”. João 4:39-42 NVI

Depois de ler esse texto, eu me vi. Ora, eu não era digno de receber o Evangelho e a Revelação do Messias. Porém, com graça e amor, ele veio até mim e me salvou. E qual deveria ser a minha reação? Proclamar o que vi e ouvi para todos! Essa é a missão de Jesus.


Nós estamos nas páginas da Bíblia. Não só nos textos que falam sobre o mundo, sobre a salvação. Nós estamos proclamando o Evangelho a quem precisa, a quem nunca imaginou ser digno de receber o Messias. Pense nisso: é nossa missão, é o nosso propósito porque somos as ovelhas que ouviram a voz do Bom Pastor.


Agora, leia aqueles textos que falam sobre missão e sobre o propósito de Jesus aqui na terra tendo em vista que desde o início, estamos inclusos. Não somos um plano B de Deus, somos uma prioridade.

56 views0 comments

Recent Posts

See All

Hagar