Pode entregar alguém pra Satanás?

Quando estamos lendo a primeira carta de Paulo aos Coríntios, nos deparamos com um trecho muito polêmico:

Ouve-se por aí que entre vocês existe imoralidade, e imoralidade tal como não existe nem mesmo entre os gentios, isto é, que alguém se atreva a possuir a mulher de seu próprio pai. E vocês andam cheios de orgulho, quando deveriam ter lamentado e tirado do meio de vocês quem fez uma coisa dessas. Eu, na verdade, ainda que fisicamente ausente, mas presente em espírito, já sentenciei, como se estivesse presente, o autor de tal infâmia. Em nome de nosso Senhor Jesus, reunidos vocês e o meu espírito, com o poder de Jesus, nosso Senhor, que esse tal seja entregue a Satanás para a destruição da carne, a fim de que o espírito seja salvo no Dia do Senhor. 1 Coríntios 5:1-5

O caso era complexo. Existia um homem que tinha relações sexuais com a mulher de seu pai e a igreja não tinha feito nada a respeito. Mas Paulo diz que já tinha condenado o pecador mesmo não estando presente: entrega o homem a Satanás!


Existem algumas alternativas para entender a passagem. Vamos ver quais são?


1. Paulo na verdade está condenando a igreja


Há quem use a construção da passagem para apontar que na verdade, a condenação está sendo dirigida para a igreja. Essa interpretação segue algumas pressuposições: 1) gramaticalmente, falar de carne e espírito podem ter conotação individual ou coletiva; 2) o uso da palavra "carne" que pode ser o corpo ou as inclinações do pecado do rapaz ou da igreja.


Interpretando isso ao pé da letra, podemos chegar a conclusão de que o rapaz deveria ser morto e quem sabe assim ele poderia ser salvo. Levando isso para a igreja, não faz sentido achar que ela seria entregue a Satanás para ser salva de suas inclinações para o pecado ou o rapaz ser entregue a Satanás para a salvação da igreja.


2. Entregar a Satanás é excluir da igreja


Agora, se aceitarmos que "carne" não tem a ver com corpo e sim com as inclinações para o pecado do rapaz somente, podemos chegar a uma boa interpretação do texto bíblico. Qual é?


Ao falar que essa pessoa deve ser excluída do corpo (v.2), Paulo mostra que essa pessoa deve refletir no que faz. Entregar a Satanás seria uma conscientização do seu estado de pecado e na medida em que ele entende que precisa de salvação, ele entrará na família do Senhor e no Grande Dia será salvo.


Se o rapaz continuasse na convivência da igreja sem a correção, ele não teria o "choque de realidade" e ainda acabaria levando outros membros da comunidade de Corinto a pecar. A preocupação de Paulo é pastoral.




Para mais informações e referências, olhe a descrição do video.





383 views0 comments

Recent Posts

See All

Hagar