O que você precisa saber sobre Levítico

Levítico é o livro que todo evangélico teme. Começamos a leitura anual e passamos por Gênesis sem problemas, depois Êxodo complica a partir do capítulo 25 (quem aguenta ler as características do Tabernáculo?) e quando chegamos em Levítico a situação piora. São muitos sacrifícios queimados (o churrasco pra Deus), muita pureza e impureza.


Para ajudar você, listamos cinco princípios para te ajudar na leitura de Levítico e não largar a leitura bíblica anual.


Levítico é um livro sobre relacionamentos


Ao nos depararmos com a quantidade de leis e rituais no livro de Levítico, entendemos que a tônica do livro é essa: falar de sacrifício e do que pode ou não pode. Porém, o livro de Levítico trata de relacionamentos.


O povo de Deus, agora com o tabernáculo construído e recém saído do Egito precisa aprender a se relacionar com o seu Deus e também com o seu próximo. Toda aquela carga de rituais, sacrifícios e leis são para o povo aprender a se relacionar.


Levítico fala sobre um Deus santo e pessoas impuras


A pergunta que Levítico tenta responder é: "Como um Deus puro vai se relacionar com pessoas impuras?". Deus é santo, é totalmente outro. Ele decide habitar no meio do povo que ele escolheu. Como o povo vai se relacionar com ele?


O ponto está na pureza: o livro de Levítico traz regras para que o povo se purifique e consiga se relacionar com Deus. Esses rituais envolvem o sacrifício de animais, consumir parte dos sacrifícios. De forma bem simples, os sacrifícios são refeições.


E o ápice disso está em Levítico 16, no Dia da Expiação. Nele, o sumo sacerdote entra no Lugar Santíssimo, entrando em contato direto com Deus. Ele representa os israelitas para trazer o perdão pelos pecados do ano inteiro. O sumo sacerdote é o mediador entre Deus e o povo.


O livro de Levítico mostra os resultados da purificação


No âmbito dos relacionamentos interpessoais, Levítico é muito concreto. O livro se dedica muito a questões de trato com o próximo em várias áreas: alimentação, economia, sexualidade, religião, etc. Ele é enfático nas consequências boas de seguir essas leis. O povo se tornaria santo, puro como o seu Deus e vai se diferenciar c


Precisamos ver as questões sanitárias e higiênicas do livro como parte do relacionamento do povo com o próximo. Tendemos a exagerar, colocando essas questões como um fim de si mesmas. Porém, tudo isso diz respeito a vida pessoal, comunitária e também a espiritualidade de Israel.


O livro de Levítico apresenta uma visão abrangente sobre pureza


No livro de Levítico, tudo o que produz vida é santo e tudo o que produz morte é impuro. O livro foca em todos os elementos da vida humana. Todos aqueles mandamentos e rituais pretendem abranger todas as áreas da vida. Tudo está debaixo dos olhos de Deus que domina absolutamente tudo.


Tudo diz respeito a amar o próximo como a nós mesmos


O princípio geral do Livro de Levítico está nesse versículo:

Não procure vingança, nem guarde ira contra os filhos do seu povo, mas ame o seu próximo como você ama a si mesmo. Eu sou o Senhor. Levítico 19:18 NAA

Em um mundo caótico, violento, em que todos estão contra todos, as leis de Levítico pretendem trazer ordem para a situação. E o que está por trás dessa ordem é justamente o amor ao próximo.


Não é sem motivo que Paulo e Jesus pensam que o amor a Deus e o amor ao próximo são o princípio para qualquer interpretação da lei. Esse princípio já estava na tradição judaica, na Torá.



Para entender Levítico, leia Levítico como literatura, de Mary Douglas.








69 views0 comments

Recent Posts

See All

Hagar