Hagar

Você conhece Hagar, a mãe de muitas nações? Mas espera, não era Sara? Também. Hagar é uma jovem, serva de Sara, esposa de Abraão. Ela surge em Gênesis 15 e foi usada para gerar filhos a Abraão porque Sara pensou que não poderia ter filhos. Essa relação entre Abraão e Hagar não foi consentida.


Disse mais o Anjo: “Multiplicarei tanto os seus descendentes que ninguém os poderá contar”. Disse-lhe então o Anjo do Senhor : “Volte à sua senhora e sujeite-se a ela”. Gênesis 16:9-10 NVI

Ela deu um filho a Abraão, o que a elevou ao posto de esposa. O herdeiro que ela gerou, era um filho com plenos direitos. Contudo, a condição de Hagar não era boa: a serva sofreu várias violências ao longo da sua jornada na família de Abraão, mesmo que tenha lhe gerado um filho. Hagar estava refém das ordens de Sara, mesmo sendo esposa.


Hagar também se torna uma figura central na Teologia Islâmica. Os muçulmanos árabes se colocam como descendentes de Ismael, herdeiros da promessa feita a Abraão e a Hagar. Isso não pode ser comprovado historicamente, mas faz parte da crença e da história da recepção da passagem bíblica acima.


A origem de Hagar também é importante. Ela egípcia e sabemos que o Egito era um Império Negro na antiguidade, principalmente na época remontada a Abraão. Hagar também se torna uma figura central para os negros dos Estados Unidos, porque era uma escravizada negra que sofreu na mão de sua senhora. Há uma identificação com ela.


O nome dela significa "residente estrangeira". Ela sofre aflição no meio dos hebreus, e é a mesma palavra usada para a aflição que Israel sofreu no Egito. Hagar é a egípcia que sofre como os hebreus sofreram. Por isso, a analogia de Hagar como mãe do escravizado. Deus não deixa a sua condição passar despercebida, mesmo que a aliança não tenha sido feita com ela.


Hagar é mãe dos estrangeiros, mãe de quem sofre. Ela nos lembra do sofrimento, que Deus olha para nós em nosso sofrimento. Ele nos escuta mesmo que não precise, Hagar nos ensina a amar quem é diferente de nós e a não viver indiferente ao sofrimento do nosso próximo.


Mais informações aqui:






20 views0 comments

Recent Posts

See All