Eu e a Bíblia com Jacira Monteiro

Updated: 14 hours ago


Olá, leitores! Hoje tenho a honra de postar mais uma entrevista da nossa série. A convidada de hoje é a maravilhosa irmã Jacira Monteiro.


Jacira é natural de Guiné-Bissau, mora em João Pessoa - Paraíba. Ela é autora do livro "Justiça racial: um breve guia prático às igrejas". Além disso, está se preparando para cumprir sua vocação missionária.


Jacira estuda Ciências Contábeis na UFPB, é membro da Igreja Batista de João Pessoa e integra o Projeto Agostinhas, um projeto de mulheres cristãs que tem o objetivo de discutir o tema da reconciliação racial a partir do Evangelho.



1. Como se deu o seu encontro com Cristo?


Nasci em uma família cristã, logo, sempre tive contato com as escrituras e com os ensinos de Jesus. Lembro-me de um evento que teve em Guiné-Bissau promovido por uns missionários, aonde eu tomei a decisão pública de forma mais consciente. Mas eu tinha pouca idade, cerca de uns 6 anos. Acredito que meu encontro como Senhor se deu de forma gradual, cada vez mais fui entendendo as escrituras e as palavras de Cristo - da qual sempre ouvi – foi fazendo melhor sentido para mim. E o processo continua até hoje.


2. Como se deu sua relação com a Bíblia no início da sua caminhada cristã?


Sempre fui apegada à Bíblia. Acredito que aprendi isso de meus pais e meus avós. Minha avó, apesar de não saber ler, sempre me chamava para ler a Bíblia para ela. Era o maior regozijo dela. Inclusive, quando eu não tinha tempo para ler a Bíblia com ela – por causa da correria – ela ficava braba (risos). Fui ensinada a amar a Bíblia. No início da caminhada cristã eu lia mais pelo exemplo que via de meus pais e avós, depois comecei a ler, por ter gosto e por querer conhecer melhor ao Senhor. Lembro-me de quando adolescente meu pai me dizer: “Jacira, você é como George Muller. Se cortar você sairá versículos bíblicos e não sangue. Isso por que eu passava bastante tempo com a Bíblia. Essa é uma das memórias mais legais para mim.


3. O que te levou a querer estudar as Escrituras?


O conhecimento mais aprofundado do Criador. Acho fascinante como o que está escrito não é mera abstração, mas que seguindo as instruções dEle de fato as coisas em nossas vidas fluem melhor. De forma mais harmônica. Pelo menos tem sido assim comigo.


4. Quais são as dificuldades que você enxerga ao tratar da leitura e estudo da Bíblia na igreja?


Acredito que aa pessoas não têm muito o hábito de leitura, em si. E a leitura bíblica, o devocional, se torna um “fardo”. O que acarreta em um não conhecimento de Deus. Levando a ir por todo vento de doutrina, pois não avaliam os espíritos se são de Deus ou não.


5. Quais são as soluções que você daria para essas dificuldades?


Discipulado. Poucas pessoas em nossas Igrejas de fato tem um acompanhamento discipulador, que lhes auxilie na caminhada com Cristo. Nem todos estão em lares aonde os pais incentivam na caminhada da fé, ou que fazem cultos domésticos, por exemplo. Logo, a vida com Deus se torna secundário. Nossa gente precisa de discipulado, acredito.


6. Existem leituras externas à Bíblia que te ajudaram, te marcaram em sua trajetória e que você poderia recomendar?


Discipulado - Dietrich Bonhoeffer;

Simplesmente Crente - Michael Horton;

Coração de crente - D. A. Carson;

Deus pródigo – Timothy Keller.


Faça download do livro escrito pela Jacira aqui.

Siga Jacira no Instagram e no Twitter.



17 views0 comments

Recent Posts

See All